Lei importante para os cristãos paquistaneses pode ter mudaças

Portas abertas - 01/07/2015

Promessa de maior flexibilidade nas leis de blasfêmia surpreende o país

01_Pakistan_0290100013

O ministro do interior do Paquistão anunciou que vai tentar conter o abuso das notórias leis de blasfêmia do país concedendo penas severas por falsas acusações. Essa mudança vem após uma pressão internacional considerável logo depois que um cristão com problemas mentais na capital Lahore escapou por pouco de uma violência letal. Depois, a Portas Abertas divulgou que o mesmo aconteceu com um cristão com problemas mentais na província de Sindh.

Daniel, analista de perseguição da Portas Abertas, explica que esse movimento por si próprio é bem-vindo, mas isso não será suficiente para responder ao problema das leis de blasfêmia e aliviar o fardo sobre os cristãos. Não se trata apenas do fato de o anúncio vir em uma fileira de esforços muito semelhantes do governo e de parlamentares. Deveria ser também levado em conta que o problema não é tanto que a lei seja fraca, mas que ela tenha uma aplicação ineficiente e na maioria dos casos, o problema pode ser até mesmo a falta de aplicação das normas existentes.

"E mesmo que esse novo esforço tenha sucesso, existem muitas outras fontes de perseguição que as minorias religiosas como os cristãos enfrentam, conforme mostrado recentemente quando um grupo armado de traficantes de drogas atacou e ameaçou um líder cristão em Karachi, em maio, a fim de tomar o terreno da igreja", concluiu ele.

O Paquistão é o oitavo país na Classificação da Perseguição Religiosa 2015. Os cristãos sofrem diariamente por servirem a Jesus. Junte-se a nós em oração por eles!

Fonte: Portas Abertas Internacional




Cultos