Quando a perseguiçāo vem de sua própria família

Portas abertas - 05/07/2015

No Turcomenistão, 20º país na Classificação da Perseguição Religiosa, seguir a Cristo pode custar a vida

29_Turkmenistan_0430102438

Recentemente, Mutabar* teve que deixar sua aldeia de origem, na cidade de Türkmenabat, por causa de sua fé cristã. Uma das tradições que as famílias do Turcomenistão tentam seguir é a de festas de família. Eles chamam de “bênção da antiga geração para a nova geração”. Para participar dessa celebração, os pais convidam todos os filhos e netos. E Mutabar, nossa irmã em Cristo, foi convidada por seus pais para participar.

Entretanto, durante a celebração crianças tiveram que declarar perante todos os convidados que eles são da geração de Maomé e a mãe de Mutabar queria que ela negasse publicamente a Cristo e ao cristianismo e que confessasse sua fé em Maomé. Na frente de todos os seus parentes, ela disse abertamente que é uma cristã e tem uma fé pessoal em Cristo. Seus pais a expulsaram de sua casa e disseram abertamente que Mutabar não é mais filha deles. Mutabar está feliz por ter sofrido em nome de Cristo, mas recentemente ela pediu orações por sua situação.

Pedidos de oração
• Ore por força a perseverança a Mutabar, que ela encontre em Cristo a paz e a coragem em seu coração para enfrentar a pressão constante de sua família.
• Interceda para que a igreja seja o lugar de refrigério e crescimento espiritual para os ex-muçulmanos, principalmente aqueles que são isolados de suas famílias.
• Peça a Deus para que a igreja no Turcomenistão continue crescendo e brilhando a luz de Cristo em seu país.

*Nome alterado por motivos de segurança.

Fonte: Portas Abertas Internacional




Cultos